segunda, 13 novembro 2017 19:04

Alexandrino queixa-se de esquecimento da Federação de Futebol

 

O Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, criticou este fim-de-semana, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por se ter esquecido do distrito de Coimbra na realização dos dois jogos solidários da seleção nacional de futebol para ajudar as vítimas dos incêndios do dia 15 de outubro.

O autarca considera que não é normal que a FPF anuncie, através da comunicação social, que o dinheiro angariado nos dois jogos seja canalizado para ajudar as vítimas da catástrofe nas regiões de Viseu e Leiria, quando o distrito de Coimbra foi o mais fustigado pelos incêndios, tanto em número de mortes como ao nível de prejuízos materiais.

“O futebol sempre serviu para unir os povos e as nações e, perante a tragédia que se abateu sobre o distrito de Coimbra, não compreendo a insensibilidade social da Federação Portuguesa de Futebol, ao promover iniciativas solidárias com esta delimitação territorial e com critérios suscetíveis de  causar revolta nos cidadãos deste distrito que perderam tudo ou quase tudo”.

José Carlos Alexandrino, recorda que só em Oliveira do Hospital, os incêndios do dia 15 de outubro provocaram 12 vítimas mortais – há ainda vários feridos nos hospitais em estado grave – e as chamas consumiram 97 por cento da floresta do concelho.

Em termos de prejuízos materiais, foram afetadas – total ou parcialmente – 95 empresas e os danos provocados no tecido empresarial ascendem a cerca de 100 milhões de euros, com quase 500 postos de trabalho afetados.

“Arderam-nos várias centenas de casas e 170 são de primeira habitação. A nossa fauna e flora foram totalmente devastadas pelo fogo e, só em termos de ovinos e caprinos, morreram nesta concelho cerca de 5 mil animais”, sublinha o autarca.

Considerando que uma  entidade de utilidade pública, como a FPF, tem responsabilidades acrescidas, o Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, deixa um apelo de solidariedade aos distritos atingidos pela tragédia dos incêndios, e desafia o Presidente da FPF, Fernando Gomes, a reparar esta situação, através da rápida realização de um jogo solidário da seleção nacional no Estádio Municipal de Coimbra.

“Acho que é o mínimo que a FPF pode fazer porque, perante esta catástrofe, todos somos poucos para ajudar a devolver a felicidade às vítimas daquele que foi o pior domingo das nossas vidas”, sublinhou.

Veja aqui a contabilização (provisória) dos prejuízos para os particulares (casas de 1.ª habitação) e para empresas dos incêndios de 15 e 16 de outubro.
 

Deixe um comentário

PRÓXIMOS EVENTOS

20 Jul.

O São Tomé de

...

siga-nos no facebook

Siga-nos no Instagram

Pesquisar

Atividade no Facebook