Palitos de Lorvão

 

A primeira referência à produção de palitos em Lorvão data do séc. XVII. Esta atividade terá sido precipitada pelos tradicionais banquetes do Mosteiro de Lorvão, nos quais se colocavam hastes de loureiro para enfeitar os doces conventuais. Depressa se percebeu que os palitos podiam ser mais do que objetos decorativos e que poderiam ter também uma utilidade prática.

Os ensinamentos das freiras cistercienses (Ordem feminina que governava o mosteiro) sobre a arte de palitar foram sendo transmitidos às criadas, que por sua vez, os fizeram chegar à população de Lorvão e aos lugares próximos, tornando-se numa atividade generalizada e da qual dependia toda a região.

A madeira de louro inicialmente usada deu lugar à madeira de salgueiro e choupo, cujo sabor neutro, cor clara e facilidade de corte as tornaram ideais para o fabrico de palitos. Estas madeiras proliferavam nas margens dos rios Mondego, Alva e Ceira, e depois de cortadas e descascadas, eram secas de duas formas: ou ao sol ou no forno comunitário após a fornada de pão.

Depois de seca, a madeira era rachada e os paus minuciosamente laminados com uma navalha sobre a coira (pedaço de pele que protegia o joelho do/a paliteiro/a), dando origem aos vários tipos de palitos (de pá e bico, dois bicos, croques, serrados, relógio, gigantes, flor e pestana). Depois de terminados, eram agrupados de quatro em quatro e atados com guita, seguindo-se a fase de embalamento.

Era comum cada negociante ter várias mulheres por sua conta dedicadas apenas à produção de embalagens. Estas podiam ter a forma de carteiras, tubos ou gavetas. Os negociantes enviavam a mercadoria pronta em carros de bois até ao caminho de ferro de Souselas, donde seguia para todo o país e além-fronteiras Lorvão tornou-se assim na “Capital do Palito”, sendo o único local em Portugal onde se produziam palitos desta forma.

A esmagadora maioria da população vivia desta atividade e muitos utilizavam o palito como moeda de troca nas mercearias e tabernas.Esta foi uma indústria que marcou definitivamente a economia e o desenvolvimento dos lorvanenses. 

 

Siga-nos no Facebook
Subscreva a Newsletter

 

Mídia

Deixe um comentário

PRÓXIMOS EVENTOS

15 Out.
Molduras de uma Tragédia
Seg. 15/10 18:00 - Dom. 21/10

 

Realiza-se na

...

19 Out.
Festival Sabores de Outono | Lousã
Sex. 19/10 - Dom. 28/10

 

Organização:

...

20 Out.
Marionetas ao Centro | Lousã
Sáb. 20/10 - Sáb. 27/10

siga-nos no facebook

Siga-nos no Instagram

Pesquisar

Atividade no Facebook