PRÓXIMOS EVENTOS

15 Out.
Molduras de uma Tragédia
Seg. 15/10 18:00 - Dom. 21/10

 

Realiza-se na

...

19 Out.
Festival Sabores de Outono | Lousã
Sex. 19/10 - Dom. 28/10

 

Organização:

...

19 Out.

 

O Centro de Artes e

...

20 Out.
Marionetas ao Centro | Lousã
Sáb. 20/10 - Sáb. 27/10

siga-nos no facebook

Siga-nos no Instagram

Lampreia de Ovos

Lampreia de Ovos Ⓒ ON Coimbra

 

É sobretudo ao Mosteiro de Santa Clara que se atribui a origem da Lampreia de Ovos, um doce de Natal em forma de lampreia, composto por capas e fios de ovos, decorado com fruta cristalizada e glacê. Era normalmente comercializado em bonitas caixas com papel colorido e recortado.
Nas casas religiosas as claras de ovos eram utilizadas para engomar, e a doçaria conventual pode evoluir graças ao aproveitamento das grandes quantidades excedentárias de gemas, dando origem a inúmeras receitas. Diz-se até que, em tempos, o nosso país terá sido o maior produtor de ovos do mundo e o maior exportador de claras.
Inicialmente, o mel era o principal adoçante utilizado na cozinha conventual, mas, a partir da exploração da cana-de-açúcar no Brasil, nos séculos XV e XVI, o açúcar passou a estar disponível em maior quantidade e a preço reduzido, e, para além de medicamento, passou a ser um ingrediente comum nas receitas de doces, contribuindo para a desenvolvimento da doçaria conventual.

 

Siga-nos no Facebook

Subscreva a Newsletter

Deixe um comentário

Pesquisar

Atividade no Facebook